11ª edição do Encontro de Culturas do Mundo acontece na Bahia

Oficinas, filmes e debates com etnias indígenas são a novidade do evento além da tradicional exibição de músicas e danças do mundo

Letícia Gerola

O evento traz também fóruns para a discussão de temas ligados à cultura e a visibilidade para grupos e povos que vivem em conflito | <i>Crédito: Divulgação
O evento traz também fóruns para a discussão de temas ligados à cultura e a visibilidade para grupos e povos que vivem em conflito | Crédito: Divulgação

 Em janeiro, o distrito de Imbassaí, no município baiano de Mata de São Jorge, recebe o Encontro de Culturas do Mundo. Originalmente trazendo convidados nacionais e internacionais, a 11ª edição do evento traz também fóruns para a discussão de temas ligados à cultura e a visibilidade para grupos e povos que vivem em conflito. Dentro do evento, acontece o Encontro Multiétnico, nos dias 20 a 22, que reunirá sete diferentes etnias indígenas para compartilhar ritos e saberes ancestrais com o público. No mesmo local, nos dias 25 a 29, o palco será ocupado pelo já tradicional Encontro de Músicas e Danças do Mundo, com artistas brasileiros, portugueses, turcos, egípcios e africanos, em apresentações abertas ao público e aulas pagas.

Etnias locais, como Guarani / Mbya (Sta Catarina), Fulni-Ô (Pernambuco), Kayapó / Mebêngôkre (Pará), Dessana (Amazonas), Yawalapiti (Xingu) e Tupinambá (Bahia) estão entre as tribos presentes no Encontro Multiétnico. Na programação, atividades como oficinas, exposições e exibição de filmes promoverão debates sobre questões relacionadas à causa indígena. No Encontro de Músicas e Danças do Mundo, os destaques internacionais ficam por conta do grupo Madrassati Toyaria de M’tsangadoua, com a Oficina de Danças e Cantos Sufis das mulheres de Mayotte (África), as Práticas de Tenchi Tessen, arte com movimentos inspirados no Budo japonês, com Miguel Raposo e Paula Chambel, de Portugal, a Oficina de Danças e Ritmos Turcos, com os artistas Senol Sentürk, Betül Sentürk, Halil Ibrahim Karaagaç, Sinan Güneysu e Hasan Kukuoglu, da Turquia, e a Oficina de Ritmos do Oriente Médio e Giros Sufis, com o dançarino egípcio Mohamed El Sayed e o músico Douglas Felis.

O estado anfitrião estará representado pelas Baianas do Terreiro Oyá Denã, de Camaçari, pelas apresentações do Grupo de Músicas e Danças de São Gonçalo, de Santa Brígida, e por Rosângela Silvestre, criadora da Técnica Silvestre, prática corporal com movimentos que remetem às culturas brasileira e africana. “Queremos chamar a atenção para povos que estão em conflito e sempre mostramos essas culturas de uma forma positiva, pela música e pela dança, que contribuem para minimizar as diferenças e aproximar os diferentes grupos”, explica Glaucia Rodrigues, diretora do Centro de Estudos Universais AUM.

Encontro de Culturas do Mundo
Espaço Cultural Tangará Mirim – Imbassaí, BA
Encontro Multiétnico: de 20 a 22 de janeiro
11º Encontro de Músicas e Danças do Mundo: de 25 a 29 de janeiro

Inscrições e mais informações
Centro de Estudos Universais
Tel: (11) 3071-3842 e (71) 98130-0990 
dancandopelapaz@ceuaum.org.br
Facebook: FB.com/centrode.estudosuniversais

www.ceuaum.org.br / www.dancandopelapaz.com.br 

16/01/2017 - 18:56

Conecte-se

Revista Vida Simples