A visão do espaço

Em órbita, astronauta faz imagens que nos mostram a Terra sob uma nova perspectiva

Débora Zanelato

- | <i>Crédito: Vida Simples Digital
- | Crédito: Vida Simples Digital
 Todos os dias, ao acordar, o astronauta inglês Tim Peake verificava os pontos da Terra pelos quais ele iria passar em alguma das 16 voltas diárias que fazia em torno do nosso planeta. A bordo da Estação Espacial Internacional, viajando a uma velocidade de 30 mil quilômetros por hora, Tim poderia passar pelos picos nevados do Hilamaia ou pelas dunas escaldantes do Saara. Pelas pirâmides do Egito ou pela Amazônia, com seu sinuoso rio percorrendo a floresta. Ele, que nunca havia se interessado por fotografia antes, ficou maravilhado com a beleza da nossa casa ao longo dos mais de seis meses em que ficou em órbita. “É impossível olhar para a Terra a partir do espaço e não ficar aturdido com a beleza frágil do nosso planeta. Fiquei impressionado com a espessura minúscula da nossa atmosfera – uma fina camada de gás que garante tantas formas de vida”, conta ele no livro recém-lançado Em Órbita – Uma Visão Especial do Planeta Terra (Paralela). Depois de tantas voltas (ao total foram 2.720), Tim passou a enxergar tudo de um jeito diferente. De cima, não há um mundo dividido, exceto pelas divisões que a natureza formou, ao longo de 4,5 bilhões de anos. Um tempo que permitiu “deixarmos o santuário do nosso planeta natal e refletirmos a respeito da nossa existência a partir do ponto de vista inigualável proporcionado pelo espaço”, diz. 

13/10/2017 - 15:53

Conecte-se

Revista Vida Simples