App FalaFreud facilita o acesso à terapia

Aplicativo criado por brasileiro no Vale do Silício conecta terapeutas e pacientes

Letícia Gerola

Os profissionais cadastrados no FalaFreud passaram por um criterioso processo de seleção | <i>Crédito: iStock
Os profissionais cadastrados no FalaFreud passaram por um criterioso processo de seleção | Crédito: iStock

Lançado oficialmente em outubro de do ano passado, o aplicativo FalaFreud, desenvolvido no Vale do Silício pelo brasileiro Yonathan Yuri Faber e seu sócio Renan Pupin, é a primeira plataforma no Brasil que possibilita ao usuário acessar facilmente o terapeuta. Por meio de mensagens de texto, áudio ou vídeo, o paciente entra em contato com o psicólogo de qualquer local que ele estiver, eliminando a necessidade de um encontro presencial. Desde seu lançamento, a startup registra crescimento de 30% ao mês.
  Desenvolvido para romper a barreira entre o paciente e o terapeuta, o FalaFreud quer facilitar e democratizar o acesso de quem busca atendimento. Por meio de uma assinatura mensal no valor de R$ 299, a plataforma viabiliza a interação com o terapeuta de diferentes formas. O contato deve acontecer no máximo duas vezes ao dia, em horários flexíveis - diferente da terapia presencial. “Percebemos que muitas pessoas não procuram por terapias porque sentem vergonha de falar e expor suas dificuldades. Por isso, desenvolvemos um aplicativo capaz de fazer a ponte entre os pacientes e terapeutas, afim de aproximá-los e tornar o atendimento cada vez mais produtivo e eficaz. Além disso, tudo que acontece por meio da plataforma é confidencial e seguro, pois as mensagens são criptografadas”, afirma Yonathan Faber, CEO do FalaFreud.
  Os profissionais cadastrados no FalaFreud passaram por um criterioso processo de seleção, onde tiveram que responder diversos questionários referentes a especialidades, como foco, experiências, além de enviar toda documentação técnica para verificação. Em seguida, o cadastro é analisado por uma terapeuta contratada do FalaFreud e define se o profissional está apto a ingressar ou não na plataforma. Para os usuários que desejam utilizar o serviço, não é necessário guia médica ou encaminhamento. Só é preciso baixar o aplicativo, responder algumas perguntas e o usuário é direcionado a um terapeuta compatível.“Estamos bem satisfeitos com o andamento do aplicativo. Atualmente, a plataforma conta com mais de 50 profissionais ativos, que auxiliam pacientes no Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Portugal e Suíça.”, completa Yonathan. 

03/03/2017 - 16:17

Conecte-se

Revista Vida Simples