Arte e empreendedorismo são temas de exposição

Exposição Corte & Recorte em cartaz no Conjunto Nacional, em São Paulo, reúne histórias inspiradoras de empreendedores a partir do olhar de jovens de projeto social

Letícia Gerola

Em cartaz até o dia 22 de abril, a mostra reúne fotografias de jovens formados em 2016 pelo INSTITUTO RECICLAR, ONG que atua no desenvolvimento de adolescentes de comunidades | <i>Crédito: Reprodução
Em cartaz até o dia 22 de abril, a mostra reúne fotografias de jovens formados em 2016 pelo INSTITUTO RECICLAR, ONG que atua no desenvolvimento de adolescentes de comunidades | Crédito: Reprodução

Uma exposição de arte que tem tudo a ver com negócios. Chega ao Conjunto Nacional no dia 4 de abril a Exposição Corte & Recorte, mostra que reúne fotografias sobre o empreendedorismo a partir das lentes de jovens adolescentes. "Luz e Sombra, corte e recorte, arte e empreendedorismo. Sempre é possível dar um passo à frente e não ficar no mesmo lugar", afirma o curador Paulo Emílio Lisboa.
  Em cartaz até o dia 22 de abril, a mostra reúne fotografias de jovens formados em 2016 pelo INSTITUTO RECICLAR, ONG que atua no desenvolvimento de adolescentes de comunidades da Zona Oeste de São Paulo e procurou reproduzir o olhar do jovem cidadão sobre o empreendedorismo, tema cada vez mais presente em suas vidas. “Todo projeto foi pensado para que os jovens do Reciclar fossem os protagonistas da exposição e pudessem ampliar suas oportunidades de aprendizado, desenvolvimento e carreira”, conta Renata Ruggiero Moraes, diretora executiva da ONG. “Com esta proposta, conseguimos motivar jovens que estão iniciando sua vida profissional”, completa.
  Ao todo, 30 jovens atendidos pelo Reciclar em 2016 participaram do projeto. Durante dois meses, os jovens assistiram a palestras, visitaram exposições e debateram questões relacionadas ao tema central da exposição – empreendedorismo. Divididos em cinco grupos, eles buscaram histórias de empreendedores de sucesso, estudaram os casos e os transformaram nas fotografias da exposição.
  A partir das histórias retratadas pelos jovens, a artista Líria Varne deu vida às esculturas em papel, lincando a arte com o empreendedorismo. “Todo artista é um empreendedor, olha para a vida de forma particular, acredita em suas ideias e as coloca em prática”, comenta.

 

06/04/2017 - 20:07

Conecte-se

Revista Vida Simples