Como construir a própria casa

Oficina, no interior de São Paulo, ensina como construir a própria casa a partir da técnica da bioconstrução, técnica ancestral de baixo impacto para o ambiente

Vida Simples Digital

Na oficina de bioconstrução, os participantes aprendem a fazer barro e outras técnicas de construção sustentável | <i>Crédito: Divulgação
Na oficina de bioconstrução, os participantes aprendem a fazer barro e outras técnicas de construção sustentável | Crédito: Divulgação

A Ecovila Clareando e o Sítio Pau D'Água, ambas vizinhas na cidade de Piracaia, a apenas 90 Km de São Paulo, realizam uma vivência de bioconstrução no final de semana, nos dias 29 e 30 de julho. A bioconstrução se baseia no princípio de que é possível construir sua própria casa com um impacto ambiental muito baixo, muitas vezes utilizando técnicas ancestrais.

Durante a oficina, os participantes vão aprender duas técnicas com barro: o pau a pique e o cob. Todos os participantes vão ajudar a construir as paredes de uma casa que está sendo erguida no local com diferentes técnicas. Não é necessário ter experiência em nenhuma prática para participar.  "A sustentabilidade passa pelas pessoas aprenderem a construir suas próprias casas", afirma proprietário do Sítio Pau D'Água Edilson Cazeloto, que vai ministrar a oficina. Na chegada, os participantes vão fazer um passeio para conhecer as casas construídas por bioconstrução na Ecovila. 

O pau a pique (taipa de mão ou taipa de sopapo) consiste no entrelaçamento de madeiras verticais fixadas e horizontais, geralmente bambus, que são preenchidas com barro amassado misturado com palha seca. Já as paredes de cob, que são quase tão resistentes quanto o concreto, costumam ser feitas somente de barro argiloso adicionado de um pouco de palha e água. 

A parte mais gostosa é quando os participantes, juntos, amassam o barro para fazer a massa. Embora use técnicas antigas, a bioconstrução é apontada por especialistas em sustentabilidade como a "arquitetura do futuro". Além da não agressão ao meio ambiente, uma das grandes vantagens das duas técnicas que serão ensinadas é o conforto térmico. Nos dias de calor, o interior fica sempre fresco. E nos dias frios, fica quentinho, evitando o uso de ar condicionado ou aquecedores.

O valor da oficina, que inclui hospedagem em alojamento coletivo e alimentação, é de R$ 290. O início da oficina é às 9h de sábado e segue até às 15h de domingo. As inscrições podem ser feitas pelo email: cursos@kaminaricomunicacao.com.br


SOBRE A ECOVILA CLAREANDO
A Ecovila Clareando reúne pessoas com um mesmo objetivo: viver em harmonia com a natureza, utilizando os recursos naturais de forma sustentável. Com 23 hectares, sendo dois de mata nativa, cinco nascentes recuperadas, ela está a apenas 90 Km de São Paulo.

SOBRE O SITIO PAU D'ÁGUA
O Sítio Pau d'Água é um Centro Coletivo de Cultura que tem o objetivo de colaborar com a construção de um novo Imaginário Social. São 3 alqueires, sendo que quase metade está sendo reflorestado. Conta com duas nascentes  e mais de 3 mil árvores foram plantadas nos últimos 2 anos.

SERVIÇO
Oficina de Bioconstrução:
Quando: 29 e 30 de julho de 2017
Investimento: R$ 290 por pessoa (inclui hospedagem em alojamento coletivo e alimentação)
Inscrições: cursos@kaminaricomunicacao.com.br

 

 

12/07/2017 - 13:40

Conecte-se

Revista Vida Simples