Couro feito de uva

Italiano desenvolveu uma alternativa sem crueldade animal, feita a partir de bagaços da produção de vinho

Vida Simples digital

Couro feito de uva | <i>Crédito: Divulgação
Couro feito de uva | Crédito: Divulgação
O arquiteto italiano Gianpiero Tessitore estava incomodado com a falta de alternativa ao uso do couro na indústria da moda e dos móveis. Ele buscava opções que fossem livres de crueldade animal e sustentáveis, mas não encontrou nenhuma solução. Foi então que passou a pesquisar, em 2014, maneiras de imitar o couro sem agredir o ambiente. Criou o Wineleather, um material resistente, feito a partir dos resíduos descartados na produção de vinho, como sementes, cascas e talos da uva. Como a Itália produz aproximadamente 18% do vinho no mundo, a ideia de Gianpiero, além de não envolver sofrimento animal, ainda reaproveita uma quantidade significativa de lixo. Outro ponto bacana é que esse couro vegetal é processado sem a utilização de água, ácido ou outros componentes químicos, como os metais pesados. O bagaço é separado, desidratado e prensado com algumas substâncias e óleos que o deixarão com a mesma função e textura de um couro animal. A iniciativa de Gianpiero até ganhou um prêmio, o Global Change Award, da H&M. “É uma grande satisfação propor um produto ecossustentável que representa duas das maiores excelências italianas, a moda e o vinho”, diz.

16/08/2017 - 15:18

Conecte-se

Revista Vida Simples