Estudantes baianos realizam projeto para uso de plantas medicinais e ganham prêmio nacional

Os alunos de Rio do Antônio estão entre os ganhadores da 2ª edição do Desafio Criativos da Escola

Letícia Gerola

O projeto desenvolvido pelos alunos catalogou mais de 70 espécies de plantas | <i>Crédito: iStock
O projeto desenvolvido pelos alunos catalogou mais de 70 espécies de plantas | Crédito: iStock

Durante as aulas de ciências do Colégio Estadual do Rio do Antônio, em Rio do Antonio (BA), um grupo de alunos iniciou uma conversa sobre o grande número de plantas que há nos jardins das casas do município, tanto na zona rural quanto urbana. Conversa vai, conversa vem, os estudantes perceberam o quanto desconheciam sobre os efeitos dessas plantas.
  O projeto desenvolvido pelos alunos catalogou mais de 70 espécies de plantas e foi uma das duas iniciativas protagonizadas pelos jovens do estado e que foram premiadas na 2ª edição do Desafio Criativos da Escola.  Ouvindo os idosos da cidade, os estudantes do 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio decidiram eternizar seu conhecimento por meio da catalogação das plantas utilizadas com fins medicinais. A segunda parte do projeto, chamada de ‘Utilização de plantas medicinais no município’, reuniu as espécies da região e registrou em um livro informações sobre seus usos, recomendações e contraindicações. O livro deu aos estudantes o prêmio Desafio Criativos da Escola, promovido pelo Instituto Alana. A Bahia foi o estado que registrou maior número de projetos participantes. 

18/01/2017 - 11:04

Conecte-se

Revista Vida Simples