Oficina de bioconstrução

Sítio Pau d'Água, em Piracaia (SP), cria experiência para que pessoas comuns possam construir uma casa ecológica de verdade

Vida Simples Digital

Oficina ensina como construir a própria casa por meio de técnicas ancestrais | <i>Crédito: Divulgação
Oficina ensina como construir a própria casa por meio de técnicas ancestrais | Crédito: Divulgação

A Oficina de Bioconstrução, nos dias 11 e 12 de novembro, no Sítio Pau d' Água, em Piracaia, a apenas 90 Km de São Paulo, propõe um desafio real aos participantes: construir uma moradia coletiva para abrigar três famílias. O permacultor Edilson Cazeloto pretende oferecer ferramentas para que pessoas comuns se sintam seguras para construir sua própria casa ecológica. "Uma casa sustentável é aquela que, além de ingredientes não agressivos ao meio ambiente, o dono deixou suas marcas nas paredes", afirma. Ex-professor de pós-graduação que largou tudo para morar na roça, Cazeloto ainda responde perguntas frequentes dos participantes: quais as vantagens e desvantagens? É segura? Não tem barbeiro? Custa quanto? 

A bioconstrução se baseia no princípio de que é possível construir sua própria casa com um impacto ambiental muito baixo, muitas vezes utilizando técnicas ancestrais e com matéria prima local, sempre que possível. Durante a oficina, os participantes vão aprender duas técnicas com barro: o pau a pique e o cob. "Em dez anos de experiência, acredito que são as duas técnicas mais eficientes para a região onde está o sítio", afirma. O pau a pique (taipa de mão ou taipa de sopapo) consiste no entrelaçamento de madeiras verticais fixadas e horizontais, geralmente bambus, que são preenchidas com barro amassado misturado com palha seca. Já as paredes de cob, que são quase tão resistentes quanto o concreto, costumam ser feitas somente de barro argiloso adicionado de um pouco de palha e água. A vantagem é que a palha é muito abundante na região e pode ser conseguida gratuitamente. A parte mais gostosa é quando os participantes, juntos, amassam o barro para fazer a massa. Para rebocar as paredes, Cazeloto vai usar goma de tapioca. O valor da oficina, que inclui hospedagem em alojamento e alimentação, custa R$ 310.

O Sítio Pau d'Água, em Piracaia, a apenas 90 Km de São Paulo, é um espaço dedicado às práticas de sustentabilidade e saúde holística. Localizado na Serra da Mantiqueira, o sítio possui 3 alqueires, sendo que quase metade está sendo reflorestado. Conta com duas nascentes e mais de 3 mil árvores plantadas nos últimos 2 anos.

 Oficina de Bioconstrução, 11 e 12 de novembro
Valor: R$ 310

Inscrições: cursos@kaminaricomunicacao.com.br
Ou Eventbrite, pode ser parcelado em até seis vezes 
https://casadebarro.eventbrite.com

 

25/10/2017 - 08:43

Conecte-se

Revista Vida Simples