Relatos de amor

Série revela minúcias a dois e momentos de cumplicidade entre casais urbanos

Débora Zanelato

- | <i>Crédito: Vida Simples Digital
- | Crédito: Vida Simples Digital
 O jeito único de se entreolhar, a forma como os dois se abraçam e o carinho com que se beijam. Cada casal carrega em si um universo particular de risos, gestos e olhares. Foi interessada em captar as sutilezas que dão graça a um relacionamento que a fotógrafa Natalia Mindru criou, no ano passado, o projeto Urban Love Stories (Histórias Urbanas de Amor, em tradução livre). Nascida na República da Moldova, ela mora em Bucarest, na Romênia, onde tem um estilo de vida acelerado. “Quero mostrar que mesmo nessa rotina louca  e ocupada há histórias de amor. Há lugar para a fé, o romance, a admiração e o acolhimento”, diz. Se o mundo moderno nos traz infinitos recursos que facilitam a vida, ainda não há aplicativo que decida por quem vamos nos apaixonar com sinceridade. Essa é a graça do amor. “E como defini-lo? Não há respostas. Cada casal é de um jeito”, reflete. Natalia fotografa os pares sem saber nada sobre eles. “Assim, eu me aproximo sem noções preconcebidas. Deixo que eles apenas sejam o que são. Quero explorar o amor de forma natural e espontânea.”  Exatamente como deve se.

Urban love stories 
 

09/06/2016 - 13:05

Conecte-se

Revista Vida Simples