Sobre ser grato e pensar positivo

Geraldo Rufino trabalhou no lixão e hoje é um empresário realizado. Da infância pobre veio o aprendizado de que é sempre possível ajudar o outro. E que agradecer traz a felicidade para perto

Nadia Macedo

Geraldo Rufino teve uma infância pobre e hoje fatura milhões. Mas o que chama mesmo a atenção é sua forma de olhar para a vida | <i>Crédito: Divulgação
Geraldo Rufino teve uma infância pobre e hoje fatura milhões. Mas o que chama mesmo a atenção é sua forma de olhar para a vida | Crédito: Divulgação

A cada manhã, Geraldo Rufino acorda já agradecendo e desejando um excelente dia aos seus contatos através dos vídeos que ele grava e compartilha via WhastApp e redes sociais. Geraldo é fundador da JR Diesel, empresa legalizada de desmanche de caminhões, que hoje fatura 50 milhões de reais. Apesar do expressivo faturamento, o que chama a atenção na história de Geraldo não é seu ganho financeiro – mas a sua forma grata de olhar para a vida, o cuidado com o próximo e seu pensamento positivo como meio de transformar a realidade.


Quando criança, Rufino morava na favela e foi num cenário de escassez financeira que ele aprendeu, com a mãe, uma das mais importantes lições: “Independentemente da sua condição social, você pode sempre ajudar ao próximo. Minha mãe pegava sobras na feira, levava para casa e dividia com os vizinhos que tinham vergonha de fazer isso”, relembra.  Geraldo perdeu a mãe aos sete anos, ajudou a cuidar do pai e, à medida em que ia conquistando uma condição financeira melhor, também procurava erguer os irmãos e a família. Hoje ele tem 150 colaboradores em sua empresa, pessoas que ele encoraja a serem melhores a cada dia. “Eu cuido das pessoas e elas cuidam da empresa”, conta. Nas mesas dos funcionários há plaquinhas com palavras de encorajamento como “Pense positivo”, “Humildade, gratidão e disciplina”. Para Rufino, o pensamento positivo nos ajuda em todos os momentos. Nosso cérebro se alimenta de pensamentos e, por isso, ele dá sempre a melhor comida que pode oferecer. “Minha filha costuma dizer que eu sou irritantemente feliz”, ele diz, sorrindo. Quando trabalhava no lixão, ainda criança, mexia no lixo não pensando em encontrar sujeira. Mas na expectativa de se deparar com comida boa ou brinquedos. “Eu achava coisa para comer no lixão que era banquete para mim, como salame, queijos e sorvete. Aquilo para mim era uma oportunidade”, lembra.

 

Hoje Rufino tem uma vida confortável, mas mesmo como empreendedor e empresário ele também passou dificuldades. Foi à falência cinco vezes, e em todas conseguiu se reerguer. Para ele, o segredo para nunca desistir está na família. Na base de uma pirâmide ele coloca  o relacionamento com as pessoas. E, no topo, o dinheiro, que apesar de ficar em cima é o que tem menor espaço. Costuma dizer que, quando a base é sólida, mesmo nas situações de crise é possível chegar ao topo novamente. “Acho que ganhar dinheiro é a coisa mais fácil do mundo, principalmente dinheiro lícito. Experimenta oferecer sua ajuda para alguém, alguém sempre vai acabar aceitando e te dando um trocado”, sugere. Pai de três filhos e avô de cinco netos, Rufino compartilha o seu segredo para a felicidade: tratar bem a todos e ser grato por tudo o que você tem. “Se cuidarmos bem uns dos outros, como consequência todos nós seremos felizes”, acredita.

 

 

 

 

 

14/06/2017 - 12:04

Conecte-se

Revista Vida Simples