Uma viagem à Antártica

Visitar esse continente gelado é também mergulhar dentro de nós, e encontrar silêncio e encantamento pela vida

Débora Zanelato

Uma viagem à Antártica | <i>Crédito: A João Paulo Barbosa
Uma viagem à Antártica | Crédito: A João Paulo Barbosa

A primeira vez que João Paulo Barbosa esteve na Antártica foi em sonho. Ainda garoto, sentava ao lado da avó materna, que lhe contava sobre o continente com deslumbramento mesmo sem nunca tê-lo visitado. “Um dia ainda vamos para lá de cruzeiro”, ela prometia. João cresceu, foi estudar história na faculdade e se especializou pelo tão encantado continente. Assim que pôde, fez sua primeira viagem para lá, em 2011. “É um destino que transforma. Parece o lugar perfeito para estar consigo mesmo, refletir em silêncio, praticar a simplicidade, repensar nosso consumo — são dias totalmente sem nenhuma compra, não há dinheiro. Sobretudo, é um lugar para ser livre, para amar a natureza”, diz João, com fascínio de quem vê naquelas terras “um planeta dentro do nosso planeta”. Hoje João segue para a Antártica levando grupos a bordo do Kokit, um veleiro que parte do Ushuaia, na Argentina, e navega silenciosamente durante quatro dias, sem poluir os mares. Para os viajantes, a embarcação se torna uma casa flutuante. O tempo desacelera. João agradece à avó, em memória. E em fevereiro pisará por lá de novo: “Eu entro dentro do sonho real. Na Antártica, estou exatamente onde quero estar”.

JOÃO PAULO BARBOSA é fotógrafo e viajante. Seu site é www.ashramphoto.com

27/12/2017 - 11:15

Conecte-se

Revista Vida Simples