É ok não saber

Nem sempre sabemos as respostas para as inquietações. E tudo bem, porque muitas vezes não estamos prontos para ouvi-las

Vida Simples Digital

- | <i>Crédito: Vida Simples Digital
- | Crédito: Vida Simples Digital
Mesmo que a gente não se conheça pessoalmente, ou eu não saiba o que está acontecendo com você neste exato momento, tenho certeza de que existem algumas coisas, hoje, as quais você gostaria de saber sobre a vida. E sobre a sua vida. Talvez você esteja em um trabalho que não lhe realize, mas ainda não tem ideia sobre o que gostaria de fazer no lugar disso. Ou talvez esteja em um relacionamento que não está indo bem, mas não sabe se o melhor agora é terminar tudo ou dar mais uma chance. Às vezes, não sabemos o que queremos, o que vai acontecer depois, ou como a nossa vida vai ser daqui a algum tempo. E está tudo bem. Se a sua resposta a qualquer pergunta, atualmente, é “eu não sei”, então diga isso. Em voz alta. Claramente. E fique em paz com essa resposta. É ela que você tem hoje. Fique tranquilo com o “não saber”. A autora americana Louise Hay diz que “tudo que eu preciso saber será revelado a mim na sequência perfeita de tempo-espaço”. Isso, basicamente, quer dizer que se você ainda não sabe o que gostaria de  saber é porque ainda não é a hora. Pode ser que você não saiba porque o que está vindo pela frente é muito diferente de qualquer coisa já experimentada antes. É uma surpresa. Pode ser que você não saiba porque seria muito difícil e confuso esse entendimento agora. Isso o tiraria do momento presente, o deixaria preocupado, ansioso sobre como controlar tudo ou como fazer dar certo. Às vezes, a sua alma já sabe, mas ainda não é a hora certa para a mente consciente saber. Se você soubesse, talvez não fosse passar pelas experiências que precisa para descobrir a resposta pela qual está buscando. E, às vezes, o processo de aprender a confiar, de vivenciar algo e acreditar que você vai descobrir a sua verdade no final, é mais importante do que, de fato, saber. Mas, atenção! Quando chegar o momento certo, pode ser que você não esteja prestando atenção suficiente. Ou que seu foco esteja em outras coisas menos importantes. Às vezes, nós não temos clareza porque colocamos muitas distrações em nossa vida. E depois ficamos fazendo “mimimi” porque  não temos clareza. O que só atrapalha ainda mais o universo de se comunicar com a gente, porque não é possível estabelecer um diálogo de qualquer natureza quando estamos fazendo “mimimi”. Comece seus dias se perguntando: “O que eu gostaria de aprender hoje?”. Depois de decidir, se questione – e seja muito honesto na resposta: “Que tipo de distração estou colocando na minha vida e que pode estar me atrapalhando a atingir a clareza que eu gostaria?”. E-mails demais, tempo excessivo no Whats- App, Facebook, Instagram, Snapchat, ou outras mídias sociais, seriados, novelas, milhões de sites de curiosidades e coisas “emocionantes” abertas no navegador. Álcool e comida demais, o que mais está distraindo você? De novo: o que gostaria de aprender nos próximos dias? Elimine as distrações e se permita aprender o que, lhe garanto, o universo está louco para lhe ensinar. 

PAULA ABREU é coach e autora do livro Escolha Sua Vida (Sextante). Seu site é escolhasuavida.com.br.

30/08/2016 - 11:40

Conecte-se

Revista Vida Simples