Água mineral reverte lucro para melhorar o acesso à água potável

A AMA utiliza 100% do dinheiro arrecadado com a venda para levar o acesso ao líquido potável para a população do semiárido brasileiro; três cidades do interior do Ceará receberam água filtrada

Letícia Gerola

Três comunidades já inauguraram projetos de acesso à água potável | <i>Crédito: iStock
Três comunidades já inauguraram projetos de acesso à água potável | Crédito: iStock

A água mineral AMA, lançada pela Ambev, inova nos lucros com a sua venda. Isso porque 100% do lucro das garrafas de água vendidas serão revertidos a projetos de acesso à água potável no semiárido brasileiro. A AMA já está à venda nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro e online pelo Emporio.com. Até o fim do ano, o produto promete chegar em todo o país. “Estamos muito felizes de lançar a AMA já que todo o lucro vai para projetos que ajudam quem mais precisa de água”, destaca Bernardo Paiva, presidente da Ambev.
  Três comunidades, que reúnem juntas cerca de 3 mil pessoas no interior do Ceará, estado que atualmente mais sofre com a seca no Brasil, já inauguraram projetos de acesso à água potável. As comunidades ficam nas cidades de Aiuaba, Jaguaruana e Capistrano. Todas elas se localizam em áreas rurais de grave escassez hídrica.
  Os projetos receberam investimentos da AMA para dar andamento a iniciativas locais de abastecimento. A verba investida pela cervejaria viabilizou obras para a perfuração de poços de água e a instalação de micro usinas de energia solar que diminuem consideravelmente o custo de distribuição da água. Depois que os projetos forem inaugurados, eles serão geridos pela própria comunidade.

06/04/2017 - 20:41

Conecte-se

Revista Vida Simples