Esteja no agora

O caminho que nos leva até os nossos sonhos é parte essencial das nossas conquistas. Aproveite

Paula Abreu

Curta a jornada, porque um dia ela vai ser a sua doce lembrança de como foi gostoso chegar lá | <i>Crédito: Shutterstock
Curta a jornada, porque um dia ela vai ser a sua doce lembrança de como foi gostoso chegar lá | Crédito: Shutterstock

Às vezes tenho a impressão de que o mundo está emocionalmente morto. Mais e mais pessoas vivem sem qualquer entusiasmo pelo futuro, e sem qualquer engajamento com ele. E a causa disso é que, para sentirmos entusiasmo por qualquer coisa, precisamos, antes, que um outro elemento essencial esteja presente: a clareza. Ninguém consegue se entusiasmar por algo que não sabe exatamente o que é. 
E a clareza, assim como a energia, a felicidade e tantas outras coisas boas na vida, é algo que não temos. Explico: é a gente mesmo que precisa gerar. Uma das ferramentas mais eficientes e simples para gerar clareza é se fazer perguntas poderosas. Comece seu dia se perguntando: “O que eu desejo realizar na minha vida no futuro?”.  O médico indiano Deepak Chopra diz que “todas as intenções e todos os desejos contêm a sua própria possibilidade de realização”. Para colocar essa lei em prática, você só precisa seguir três passos: primeiro, faça uma lista de todos os seus desejos e traga-a sempre com você, lendo todos os dias antes de dormir e quando acordar. Depois que fizer a lista, entregue ao universo. A partir daí, mesmo quando os resultados parecerem diferentes do que você desejou, confie que existe uma razão para isso e que o universo tem planos ainda mais grandiosos para você do que aquilo que imaginou. Por fim, pratique estar no agora em cada uma das suas ações. Ou como dizia o professor Hermógenes: “Entregue. Confie. Aceite. Agradeça”. Mas o que significa estar “no agora” nas suas ações? Onde é esse misterioso lugar de que tanta gente fala, o tal agora?
Certa vez, em um retiro meu, fizemos uma caminhada pela natureza em silêncio completo. Passei o caminho todo olhando para o chão, preocupada com os cocôs de vaca, os buracos, as pedras grandes, a lama. Olhando por onde pisava. Quando já estávamos quase chegando ao ponto final da caminhada, lembrei de olhar para cima. E vi, estarrecida, o mundo. Percebi tudo o que eu estava perdendo até então. Claro que na nossa caminhada sempre haverá cocô de vaca, buracos, pedregulhos e lama. Mas, se caminharmos apenas olhando para baixo, preocupados com os obstáculos, deixaremos de olhar para cima e perderemos o contato e o prazer de ver a copa das árvores, o céu azul, o Sol entre as nuvens. Deixaremos de apreciar a beleza do caminho. Então, enquanto você pratica todas as ações que entende serem necessárias para concretizar seus desejos, não se esqueça também de estar presente onde você está neste exato momento, o agora. Em sua caminhada de vida, olhe para cima, aprecie a beleza que se mostra ao redor. Curta a jornada, porque um dia ela vai ser a sua doce lembrança de como foi gostoso chegar lá.

Paula Abreu é coach e autora do livro Escolha Sua Vida. Oferece meditação gratuita no acreditaemedita.com.br

11/04/2018 - 11:51

Conecte-se

Revista Vida Simples